#85 Águas de março abrindo vulcões

Um mês de 28 dias, mas até que bem longo. Um carnaval mambembe e um país jogando bomba em outro país. Um mês estranho. Fevereiro chega ao fim e eu sinto que 2022 conseguiu começar por aqui. São Paulo segue expandindo pra dentro e eu descobri novos lugares pra visitar. Tenho cultivado o hábito meio lunático meio saudável de fingir que estou viajando. Me sentir turista. Em uma cidade tão grande, é bem possível. Andar por ruas novas, andar sem compromisso, andar. Achar coisas bonitas, coisas feias, bares desconhecidos e varandas charmosas. Me considero uma boa turista. Uma saudade que aperta forte no peito de conhecer ruas novas. Ridículo de dizer, mas, saudades de viajar pra bem longe. Medo de não ser possível por tanto tempo e essa ser a menor das preocupações. Tenho viajado por dentro de São Paulo, e por dentro de casa. Revirei coisas, doei várias sacolas de roupa, joguei tantos papéis fora. Ainda é ano novo, pois o carnaval não (me) virou. Tempo bom para ritualizar. Sopra quente o verão do início do ano, que as águas de março já sugeriram fechar. Aqui, no sul, começamos o ano expandindo. Tá tão quente, tão azul, tão lindo. Se você estiver lendo isso perto do mar, mergulhe!

Read →